FLL na apresentação do cluster de robótica da Câmara Municipal de Lisboa

A FIRST® LEGO® League (FLL) esteve na passada sexta-feira, 24 de fevereiro, na Lispolis, onde a Câmara Municipal de Lisboa, juntamente com o Instituto Superior Técnico e a Sociedade Portuguesa de Robótica, lançou a iniciativa de constituição de um cluster empresarial, o Lisboa Robotics, em torno do segmento da robótica. O núcleo congrega, por enquanto, cerca de 15 empresas.

O objectivo inicial das entidades é conseguir federar no cluster o conjunto de agentes ativos na cidade onde a FLL acredita encaixar-se.

De recordar que o IST (Universidade de Lisboa) tem três institutos que desenvolvem investigação nesta área do conhecimento: o ISR, o IDMEC (engenharia mecânica) e o INESC-ID (engenharia de sistemas e computadores).

Os responsáveis manifestaram, durante a apresentação, o receio do potencial desta comunidade ser ameaçada pela intermitência de colaboração entre as empresas nacionais, além das limitações de ordem ética, regulamentar e societal. No âmbito da apresentação do programa ficou a saber-se que a autarquia vai facultar maior apoio logístico para a efetivação deste cluster, nomeadamente na criação de hotspots para experimentação de equipamentos de robótica desenvolvidos na capital. «A robótica saiu da área industrial e está a invadir o espaço público», afirmou Paulo Soeiro Carvalho, diretor municipal de Economia e Inovação.

Apesar de ser necessário haver sinergias para o cluster arrancar e crescer, o interesse de instituições de ensino superior em participar, apresenta-se como um ponto forte.

O objetivo principal da criação do cluster é projetar Lisboa e Portugal no mercado mundial do da indústria e dos centros de investigação científica de robótica.
 

Robôs interagiram com os participantes